Receita de Fogaça da Feira - Curti Receitas

quarta-feira, 8 de julho de 2020

Receita de Fogaça da Feira

Fogaça da Feira


Receita de Fogaça da Feira, aprenda como fazer a famosa Fogaça da Feira que é um pão doce que resulta de um voto a São Sebastião e que constitui a base para a Festa das Fogaceiras, que se realiza anualmente a 20 de Janeiro em Santa Maria da Feira, em Portugal. O seu formato alude à torre de um castelo.


Com origem medieval, a Fogaça da Feira é o símbolo gastronómico da Terra de Santa Maria e representa o voto divino ao Mártir São Sebastião. Criada em 2002, a Confraria da Fogaça da Feira visa a promoção do estudo, defesa e divulgação deste pão doce, explica Joaquim Gonçalves, mestre da Confraria.

Em 1505, a peste assolou Portugal. Na região de Santa Maria da Feira foi feita a promessa a São Sebastião de realizar uma festa anual em sua honra se o santo livrasse os Feirenses da peste. O “voto” da promessa seria uma “fogaça”, bolo cujo formato foi inspirado nas quatro torres do castelo. É esta a receita que partilho hoje convosco. É um bolo fácil de fazer, mas é preciso ter paciência para respeitar todos os períodos de descanso da massa.

Receita de Fogaça da Feira


Ingredients - ingredientes
para o fermento


  • 200 g de farinha

  • 120 ml (ou mais) de água morna

  • 50 g de fermento fresco de padeiro

Ingredients - ingredientes
para a massa


  • 600 g de farinha

  • 160 g de açúcar

  • 120 g de manteiga sem sal

  • 3 ovos

  • 1 colher (café de sal

  • 1 colher (café) de canela em pó

  • raspa de limão

Instructions - Modo de Preparo

  1. Dissolva o fermento na água tépida e deixe repousar um quarto de hora.

  2. Depois adicione a farinha e mexa até obter uma massa relativamente mole.

  3. Deixe levedar cerca de meia hora (depende da temperatura ambiente) para que aumente de volume.

  4. Depois, adiciona-se o açúcar com a canela, o sal, os ovos, a raspa de limão, a manteiga e a farinha necessária para se obter uma massa um pouco mais consistente do que a do pão.

  5. Deixa-se fermentar o tempo necessário para a massa dobrar de volume.

  6. Seguidamente, pega-se na massa, divide-se ao meio e molda-se cada uma das partes num rolo comprido semelhante a uma serpente, isto é, mais espesso num dos lados.

  7. Espalma-se este rolo com a mão, ficando uma tira que se começa a enrolar pelo lado mais largo, resultando numa pirâmide.

  8. À medida que se vão enrolando, vão-se colocando as pirâmides num tabuleiro forrado com um pano polvilhado com farinha onde voltam a crescer (entre 30 minutos e 1 hora).

  9. Pincelam-se com ovo batido e, com uma tesoura, dão-se 4 golpes no topo da pirâmide de que resultarão as "torres do castelo".

  10. Introduzem-se as fogaças no forno quente a (200º) e, a meio da cozedura (cerca de 15 minutos depois), tiram-se para fora e separam-se as "torres do castelo", permitindo assim que o calor penetre no interior das fogaças, cozendo-as uniformemente.

  11. Voltam ao forno para acabar de cozer.

  12. As fogaças devem ficar loirinhas e não queimadas, e cozidas mas não em demasia.

  13. Verificar a cozedura introduzindo uma faca no meio; se esta vier seca, o bolo está pronto.


Nenhum comentário